Ser Semente.

 
Você é uma semente virtuosa.
Plantada em solo amoroso,
recebe a luz do sol para se aquecer,
a água da chuva para se abastecer de alimento e força,
abraça-lhe o ar puro, a brisa leve para refrescá-la
e auxiliar seu trabalho que é florescer,
 crescer, despontar.
Esta é a meta de toda semente.
Semente boa, perfeita, cheia de vida e força.
Pode esta semente vingar ou não.
 Pode propor-se ao crescimento e desenvolvimento
para atingir seu objetivo.
Mas ela pode também acomodar-se no aconchego da terra,
que a princípio serve-lhe de impulso para a liberdade.
E ao acomodar-se "morre",
 retorna sem florescer ou frutificar.
Não deixou de receber todo amparo da natureza-mãe,
do amor-pai.
Mas preferiu "morrer".
Pode também despontar,
até começar a crescer,
porém deixa-se dominar pelas pragas,
sufocar-se pelas ervas daninhas,
enfraquecer-se pela dificuldade de buscar a luz do sol,
a força da chuva, o vigor da brisa.
E também morre,
nem vislumbrar a alegria do crescimento total,
do florescer de seus esforços,
do frutificar de suas potencialidades.
E há aquelas que deixam florescer toda a essência de sua criação.
Todas as sementes têm as mesmas condições de escolhas.
Uso tais figuras comparativas
para ilustrar meu desejo de que você,
ser criado com todo amor,
 com todas as possibilidades,
em si todas as virtudes
e instrumentos necessários para a construção
de sua felicidade,  de sua evolução, 
desperte com todas as condições guardadas
e imprimidas em você para que possa conhecer a alegria
e o real sentimento  de realização de seus propósitos.
Cuide das pragas do orgulho,
das ervas daninhas do rancor que o sufocam
e o impedem de experimentar
a excelente qualidade da semente que você é.

Autor: Desconhecido

[Voltar]