Salmo 032 - Ação de Graças de um Penitente

 
Feliz aquele cuja culpa foi perdoada, cujo pecado foi encoberto. Feliz o homem a quem o Senhor não inculpa de delito e em cujo espírito não há falsidade. Enquanto eu me calava, consumiam-se meus ossos, torturando-me todo dia, porque dia e noite, tua mão pesava sobre mim; minha seiva sacava ao calor do verão. Manifestei-te meu pecado e não encobri meu delito. Eu disse: "Confessarei ao Senhor minhas ofensas", e tu perdoaste a culpa de meu pecado. Por isso todos os fiéis te supliquem no tempo propício para o encontro! Mesmo se as águas caudalosas transbordarem, não os atingirão. Tu és meu refúgio, tu me livras do perigo e me circundas com cantos de libertação. "Eu te instruirei e te mostrarei o caminho a seguir, eu te aconselharei, tendo os olhos sobre ti. Não sejas irracional como o cavalo ou a mula - cujo brio se doma com freio e cabresto, do contrário não se aproximam de ti!" Muitos sofrimentos aguardam o ímpio, mas a misericórdia do Senhor envolve a quem nele confia. Alegrai-vos no Senhor e exultai, ó justos, e cantai de júbilo vós todos de coração reto!

www.valever.com.br

[Voltar]