Salmo 038 - Oração de um Pecador Penitente

 
Senhor, não me repreendas com ira, não me corrijas com cólera! Cravaram-se em mim tuas flechas, tua mão abateu-se sobre mim. Não há parte ilesa na minha carne, por causa de tua ira; não há parte sã nos meus ossos, por causa de meu pecado, pois minhas faltas sobrepujam na minha cabeça. como um fardo pesado, excedem minhas forças. Minhas chagas são pútridas e purulentas, devido à minha insensatez. Ando curvado e todo abatido; o dia inteiro arrasto-me, sombrio, pois os rins estão acometidos de febre, e não há parte ilesa na minha carne. Estou esgotado e, ao extremo, alquebrado; solto rugidos por causa das mágoas do coração. Senhor, todos os meus suspiros estão diante de ti, não te são ocultos meus gemidos. O coração palpita, as forças me abandonam, até a luz dos meus olhos se apaga.Os amigos e companheiros recuam diante da minha chaga, os parentes se mantêm à distância. Armam laços os que atentam contra minha vida, os que querem mal anunciam desgraça e, todo dia, propalam calúnias. Mas eu, como um surdo, não ouço; como um mudo, não abro a boca. Sou como um homem que não entende e não tem réplica na boca. Em ti, Senhor, espero: tu responderás, Senhor meu Deus. Eu disse: "Não se alegrem à minha custa nem triunfem sobre mim, quando meu pé vacilar!" Estou a ponto de cair, e a dor sempre me acompanha. Sim, confesso minha culpa, estou aflito em razão do meu pecado. Os inimigos, cheios de vida, são poderosos, e numerosos os que me odeiam injustamente, os que me pagam o bem com o mal, os que me atacam quando procuro o bem. Não me abandones, Senhor, meu Deus, não fiques tão longe! Vem depressa em meu socorro, Senhor, minha salvação!

www.valever.com.br

[Voltar]