Salmo 055 - Invectiva Contra um Amigo Traidor

 
Ó, Deus, escuta minha prece e não te esquives à minha súplica!
Presta-me ouvido e responde-me pois estou agitado em angústia!
Perturba-me o clamor do inimigo e a opressão do ímpio, porque descarregam sobre mim calamidades e me atacam com fúria. Em meu peito agita-se o coração, Angústias mortais abateram-se sobre mim. O temor e o terror me assaltaram, e apoderou-se de mim, o pavor. Então eu disse: "Quem me dera asas de pomba, para voar e encontrar um abrigo!" Sim, eu fugiria para longe, para abrigar-me no deserto. Procuraria às pressas um refúgio, contra o vendaval e a borrasca.
Dispersa-os, Senhor, confunde-lhes as línguas! Porque vejo a violência e a discórdia na cidade. Dia e noite fazem ronda sobre as muralhas; no seu interior há crime e injustiças, calamidades em seu meio; não se afastam das praças, a opressão e a mentira. Não é um inimigo que me insulta - eu o suportaria; não é um adversário que se levanta contra mim - eu me ocultaria; mas és tu, homem da minha condição, meu amigo e confidente. Juntos partilhávamos doce intimidade, e, com a multidão em festa, íamos à casa de Deus. A morte os surpreenda e desçam vivos para o abismo, pois no interior de suas casas só há iniqüidade! Eu, porém, invoco a Deus. E o Senhor me salvará. De tarde, de manhã e ao meio-dia, queixo-me, gemendo. Ele ouvirá minha voz, resguardará minha alma em paz, quando me combaterem, ainda que muitos contra mim, Deus me escuta e os humilha, ele, que está entronizado desde sempre.

Eles, porém, não se emendam, não temem a Deus. Aquele que estendeu as mãos contra os amigos,profanou a aliança. Sua boca é mais untuosa que manteiga, mas o coração é hostil. As palavras são mais brandas que óleo, mas são punhais. Entrega-te ao Senhor, e ele te sustentará; não permitirá jamais que o justo vacile. Mas tu, ó Deus, os fará descer à cova da perdição.
Esses ardilosos assassinos não completarão nem a metade de seus dias.
Eu, porém, confio em ti.

www.valever.com.br

[Voltar]