Salmo 069 - Oração do Justo Aflito

 

Salva-me, ó Deus! A água me chega até a garganta; afundo-me no lamaçal e não posso firmar o pé; estou submergido em água profunda, e a correnteza me arrasta.
Estou esgotado de gritar, tenho a garganta rouca; meus olhos se anuviam de tanto aguardar o meu Deus. São mais numerosos que os cabelos de minha cabeça os que me odeiam sem razão; poderosos são os que querem me aniquilar; são fraudulentos os meus inimigos: o que não roubei, como hei de restituir ? Conheces, ó, Deus, meus desatinos, e minhas culpas não te são ocultas. Não fiquem decepcionados, por minha causa, os que em ti esperam, Senhor Deus Todo-poderoso! Não sejam humilhados por minha causa, os que te buscam, ó Deus de Israel! Por ti suporto afrontas, e a vergonha me cobre o rosto. Sou um estranho para meus irmãos, um estrangeiro para os filhos de minha mãe, porque o zelo por tua causa me devora, e os ultrajes com que te insultam, recaem sobre mim. Quando eu chorava e jejuava, só recebia insultos; quando me vestia de burel, tornava-me ludíbrio deles. Sentados na praça, murmuravam contra mim, fazendo trovas, enquanto se embriagavam. Mas eu dirijo a ti minha oração, Senhor, no meu momento propício. Ó Deus, por tua grande misericórdia, respondeste-me com a certeza da salvação! Retira-me do lodo, para que eu não me afunde! Livra-me dos que me odeiam e das águas profundas, para que não me arraste a correnteza, nem me trague o torvelinho, nem a boca do poço se feche sobre mim!
Responde-me, Senhor, porque tua misericórdia é benevolente! Por tua grande compaixão, volta-te para mim! Não ocultes teu rosto a teu servo, porque estou na angústia! Depressa! Responde-me! Aproxima-te de mim, resgata-me, livra-me dos inimigos! Conheces meu vexame, minha ignomínia e desonra; todos os opressores estão diante de ti. O ultraje me esmaga o coração e desfaleço; esperava piedade, mas em vão; quem me consolasse, e não encontrei. Puseram-me veneno na comida, em minha sede deram-me a beber vinagre. Que a mesa se lhes torne uma armadilha, uma cilada para os aliados! Que seus olhos se anuviem e não vejam! Faze-lhes tremer os quadris sem cessar, descarrega sobre eles teu furor! Que os atinja o furor de tua ira! Que seu acampamento seja devastado, e ninguém habite em suas tendas.
Porque perseguem aqueles que feriste, e contam as chagas daquele que dilaceraste.
Soma seus delitos um por um! Não tenham acesso à tua justiça, mas sejam riscados do livro da vida e não sejam inscritos com os justos! Quanto a mim, indefeso e aflito, conforte-me, ó Deus, tua salvação! Entoarei um cântico em nome de Deus e o exaltarei com ação de graças. isso agradará ao Senhor mais que um touro, mais que um novilho com chifres e patas. Ao vê-lo, os humildes se alegrarão:
"Vós, que buscai a Deus, cobrai ânimo, porque o Senhor atende os pobres e não rejeita os seus, quando cativos. Louvem-no os céus e a terra, os mares e quanto nele se move! Porque Deus salvará Sião e reconstruirá as cidades de Judá; e haverá habitantes que a herdarão. A descendência de seus servos a receberá em herança, os que amam seu nome, serão seus habitantes.

www.valever.com.br

[Voltar]