Salmo 088 - Súplica em Doença Grave

 

Senhor Deus, de minha salvação, de dia e de noite, clamo a ti.
Chegue à tua presença minha súplica, presta ouvido ao meu lamento!
Pois minha alma está saturada de amarguras, minha vida está à beira do abismo. Contado entre os que descem ao fosso, sou como um homem alquebrado, relegado aos mortos, sou como os trucidados que jazem na tumba e dos quais não há mais lembrança, porque foram arrancados de tua mão. Tu me depositaste à beira do fosso mais profundo e das trevas abismais e, porque pesa sobre mim a tua cólera, encrespastes todos os teus vagalhões. Afastaste de mim todos os meus amigos e me tornaste, para eles, um espantalho. Estou preso, sem poder sair; meus olhos anuviam-se de pesar. Todo dia te invoco, Senhor, estendendo para ti, minhas mãos. Farás acaso, um milagre pelos mortos ? Levantar-se-ão as sombras para louvar-te ? Tua lealdade será anunciada no sepulcro, ou no inferno, tua fidelidade ? Teu milagre será conhecido nas trevas e tua justiça na região do esquecimento ? Por isso clamo a ti, Senhor, por auxílio; de manhã minha súplica já está diante de ti. Por que, Senhor, rejeitas minha alma e escondes de mim tua face ? Sou infeliz e enfermo desde criança; suportei o terror, estou aturdido. Teu furor passou sobre mim, e os terrores se aniquilaram; cercam-me, como as águas, todo dia, envolvem-me totalmente. Afastaste de mim amigos e conhecidos; por familiares, tenho trevas.

www.valever.com.br

[Voltar]