Salmo 139 - Louvor à Onisciência Divina

 

Senhor, tu me sondas e me conheces: Sabes quando me sento e quando me levanto, de longe vês meus pensamentos. Consignas minha caminhada e meu descanso e cuidas de todos os meus caminhos. Não chegou a palavra à minha língua, e tu, Senhor, já a conheces toda. Abranges meu passado e meu futuro, e sobre mim repousas tua mão. Tal conhecimento é para mim demasiado misterioso, tão sublime que não posso atiná-lo. Aonde irei para estar longe do teu espírito ? Aonde fugirei para estar longe de tua face ? Se eu escalar os céus, aí estás. Se me apossar de asas da aurora e for morar nos confins do mar, também aí tua mão me conduz, tua destra segura. Se eu disser: "Envolvam-me as trevas e, à minha volta, a luz se faça noite", as trevas não sãoe escuras para ti: a noite é clara como o dia, e as trevas, como a luz. Tu plasmaste meus rins, teceste-me no seio de minha mãe. Graças te dou, porque fui feito tão grande maravilha. Prodigiosas são tuas obras; sim, eu bem o reconheço. Meus ossos não te eram encobertos, quando fui formado ocultamente e tecido nas profundezas da terra. Ainda embrião, teus olhos já me viam; foram registrados em teu livro todos os dias prefixados, antes que um só deles existisse. Quão insondáveis, ó Deus, são para mim seus desígnios, quão grande é sua soma! Pensava eu em contá-los, mas eram mais numerosos que a areia. Adverti então que, todavia, estou contigo. Quisera, meu Deus, que exterminasses os ímpios - "Assasssinos, afastai-vos de mim!" - , porque eles te invocam para tramar intrigas, cometendo perjúrios, como inimigos teus. Porventura não devo odiar, Senhor, os que te odeiam, abominar os que se insurgem contra ti ? Odeio-os com ódio implacável, e eles se tornaram meus próprios inimigos. Sonda-me, ó Deus, e conhecerás meu coração! Examina-me e conhecerás meus pensamentos! Vê se estou no caminho da perdição e conduze-me pelo caminho perene!

www.valever.com.br

[Voltar]